20/01/2013

A história do barquinho


Era uma vez, um menino que gostava de brincar na praia.
Certa vez, este menino viu na vitrine, um barquinho muito bonito, 
e todos os dias pedia ao seu papai para compra-lo.
Mas o papai era pobre, e naquela ocasião não podia comprar,
e disse ao menino: Aqui tem madeira, martelo, pregos e tinta, faça um para você.
O menino começou a trabalhar, e em pouco tempo terminou o seu barquinho. 
Ele pintou o barquinho de azul, vermelho e branco. O barquinho ficou muito bonito.
Logo levou  barquinho para praia, onde não se cansava de brincar.

Mas um dia o menino perdeu o barquinho nas águas e não consegui acha-lo.
Passaram algumas semanas, e um dia, quando passeava pela cidade com o seu pai,
o menino viu o seu barquinho na vitrine de uma loja, a venda.
Então o menino entrou na loja e pediu o seu barquinho. 
Não menino, este barco é meu, disse o dono da loja.
Mas é meu, disse o menino, eu o fiz com minhas próprias mãos!
Está bem, pode ser, mas eu comprei a barco faz poucos dias, de um senhor
que ia passando, desculpe-me, mas só vai levar o barquinho pagando o seu justo preço.
Então o menino pagou o preço e recebeu o seu precioso barquinho,
ele o abraçou fortemente e disse:
Há meu barquinho, eu te fiz e te perdi, eu te achei novamente
e comprei-te, agora és meu novamente.

Está historia mostra-nos o que Jesus Cristo fez por todos nós.
Ele nos criou e nos perdeu, nos achou e nos comprou com seu 
precioso sangue, e agora somos Dele novamente.
" Por que o Filho do Homem veio buscar e salvar
aquele que se havia perdido. " _Lucas 19:10

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá Desvendadores!
Eu modero todos os comentários, porque gosto de ver que chegaram, e de retribuir. Comentem a vontade, mas seguindo essas regras:

• Seguindo , segue de volta ? - Eu aceito, mais fale alguma coisinha sobre o post, e também não minta pra mim, se você seguir, eu vou lá e retribuo.
• Não ofenda ou xingue as pessoas nos comentários
• Pode deixar o link do seu blog que eu retribuirei.

Seguindo essas regras, podem comentar o quanto quiser :)

Desenvolvimento por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo